Sabemos que precisamos oferecer soluções para melhorar o serviço e proteger ao máximo nossos clientes e colaboradores. Vamos organizar a nossa operação para isso.

Assista o vídeo até o final e entenda como e por que a interligação dos ramais Deodoro e Santa Cruz é tão importante agora.

Nesse novo momento, vamos juntos, recomeçar.

Como oferecer um serviço mais seguro, com mais espaço e que seja mais equilibrado para todos?

Antes da quarentena, em alguns momentos do dia, os trens dos ramais Japeri e Santa Cruz ficavam muito cheios e paravam muito na sinalização. Enquanto isso, os do ramal Deodoro, que percorrem uma distância muito mais curta, ficavam bem mais vazios.

Sabemos também que muita gente prefere os trens expressos, mas na prática, por questões que vamos explicar, o tempo de viagem deles e dos paradores acabava sendo muito parecido.

Vínhamos pensando em formas de melhorar isso. E a interligação dos ramais Santa Cruz e Deodoro é uma maneira de conseguirmos equilibrar a operação, podendo aumentar consideravelmente os lugares ofertados, principalmente para os clientes dos ramais Santa Cruz e Japeri, que têm viagens mais longas e menos opções de transporte.
 

Sabe por que isso acontece?

Os ramais Santa Cruz e Japeri compartilham a mesma linha em alguns pontos no trecho entre Deodoro e Central do Brasil, o que gera conflitos na circulação e mais necessidade de manobras entre os trens, aumentando a quantidade de paradas na sinalização durante a viagem e para as entradas nos pátios das estações. A gente chama isso de “operação em Y”, como você pode ver nessa imagem:

Então, por mais que o planejamento seja feito para haver sincronia entre um trem e outro, muitos fatores no percurso (como questões de segurança pública, por exemplo) acabam gerando engarrafamento de trens e impactando no tempo de viagem e também nos intervalos entre eles.

E a solução é tornar estes dois ramais independentes, usando linhas separadas para cada um, simplificando a operação e eliminando a maior quantidade possível desses conflitos na via.
 

Como melhorar?

E para que esse equilíbrio da operação seja possível, o que muda na prática com relação ao que ocorria antes da chegada do novo coronavírus é que o ramal Santa Cruz vai ser interligado ao ramal Deodoro. Ou seja, o mesmo trem percorrerá ambos os ramais.

Mas isso não quer dizer que o tempo de viagem vai aumentar, já que separando as linhas, as paradas por causa da sinalização vão diminuir.

O resultado é que, com uma operação mais simplificada, os tempos de viagem e os intervalos podem ser reduzidos e, com isso, os trens, automaticamente, ficam menos cheios.
 

Viagens intercaladas

Ramal Santa Cruz (interligado ao Deodoro):

Nos dias úteis, as viagens do ramal Santa Cruz terão início e término intercalados nas estações Santa Cruz ou Campo Grande, conforme abaixo:

● De Santa Cruz ou de Campo Grande para a Central do Brasil: das 5h30 às 8h10
● Da Central do Brasil para Campo Grande ou para Santa Cruz: das 16h às 18h40
● Nos demais períodos do dia, todas as viagens serão entre Santa Cruz e Central do Brasil.

Ramal Japeri

Nos dias úteis, as viagens do ramal Japeri terão início e término intercalados nas estações Japeri ou Nova Iguaçu, conforme abaixo:

● De Japeri ou de Nova Iguaçu para a Central do Brasil: do início da operação até 7h25
● Da Central do Brasil para Japeri ou para Nova Iguaçu: do início da operação até 6h15 e das 16h15 às 18h50
● Nos demais períodos do dia, todas as viagens serão entre Japeri e Central do Brasil.


Fique atento aos avisos nos trens e aos nossos canais de comunicação.
*horários aproximados.
A estação Silva Freire será atendida pelo ramal Japeri (funcionamento: dias úteis das 10h às 15h).

Perguntas frequentes