17 de Junho de 2020 | 09:04

Interligação de Ramais: redução de intervalos e queda na taxa de ocupação

A Interligação dos Ramais Deodoro e Santa Cruz já apresenta resultados positivos em nosso sistema.

Nossa equipe acompanhou rigorosamente os primeiros dias úteis da nova operação trazendo informações úteis e ajustes para facilitar ou orientar o fluxo dos clientes, além de monitorar dados importantes como taxa de ocupação, intervalos e tempo de percurso nos trechos.

Na primeira semana, a ocupação média dos trens dos ramais Santa Cruz e Japeri foi reduzida e permaneceu abaixo do patamar máximo de 50%, estabelecido pelo Decreto Estadual 46.973/20. A nova programação diminuiu o tempo de viagem dos expressos do ramal Japeri, em até 9 minutos, e registramos o aumento máximo de 6 minutos nas viagens do ramal Santa Cruz.

No ramal Japeri, registramos uma redução na taxa de ocupação de 47% para 31% e, no ramal Santa Cruz, de 41% para 37%. A diminuição ocorreu porque o aumento da demanda de passageiros, em relação às últimas semanas, ficou abaixo da oferta de mais lugares (hoje 60% a mais por dia útil). Em comparação com as semanas de quarentena mais rígida, após a flexibilização o número de clientes cresceu 3,6% até agora.

 

Com a oferta de 522 mil lugares a mais por dia útil, a Interligação de Ramais está possibilitando a redução dos intervalos mínimos durante os horários de pico. No trecho entre Campo Grande e Central do Brasil (ramais interligados Santa Cruz e Deodoro), por exemplo, houve uma redução de 12 para 10 minutos, durante todo o pico da manhã. Já entre Nova Iguaçu e Central do Brasil (ramal Japeri), o intervalo mínimo caiu de 10 para 6 minutos entre 5h e 6h (horário de maior movimento do ramal). Entretanto, estamos acompanhando diariamente a operação de modo que, com o retorno gradativo dos clientes, os intervalos possam continuar sendo reduzidos.

O que estamos fazendo

Desde os primeiros sinais de transmissão da doença no estado do Rio, ainda em março, adotamos uma série de medidas preventivas, como a contratação de equipes extras de limpeza, que realizam a desinfecção dos trens quando chegam à Central do Brasil, durante todo o dia. A limpeza é feita no interior das composições, em balaústres, alças pega-mão, e bagageiros. As estações de maior movimentação de passageiros também estão recebendo higienização especial nas catracas e validadores.

Também instalamos sinalização indicativa de distanciamento entre os clientes no chão - próximo às bilheterias, nas plataformas e acessos dos banheiros. Adotamos ainda, um novo procedimento para embarque nos elevadores, limitando o uso a somente uma pessoa (e um acompanhante, caso necessário). Todas as estações possuem álcool gel 70% disponível para os clientes em dispensers ou em totens de acionamento com os pés, para evitar o contato com as mãos.

 

Conteúdos relacionados:

Como estamos funcionando

Interligação dos ramais

Cuidados com clientes e colaboradores

Mais recentes